domingo, 4 de dezembro de 2011

O papel do Enfermeiro do Trabalho frente ás doenças ocupacionais.

Os trabalhadores representam a mão de obra economicamente ativa, por integrarem a força de trabalho na sociedade, produzindo bens ou serviços e logo merecem atenção especial.
Podemos reduzir o sofrimento, doença e incapacidade desnecessários e utilizar medidas para a melhoria da saúde do trabalhador, melhorando a qualidade de vida nas empresas, assim aumentando a produtividade, gerando lucros e benefícios tanto para o colaborador como para a empresa.
Dentro de um ambulatório o nosso foco é preventivo, e seguindo o modelo de Wanda Horta, este pode ser dividido em 03:

  • Primário: aqui trabalhamos com promoção e educação em saúde, realizando levantamento de problemas, planejando uma assistência e intervenção de enfermagem, um exemplo seria o controle do absenteísmo e com esses dados realizar palestras educativas, com distribuição de material educativo.
  • Secundário: investigamos os riscos para saúde do trabalhador, orientando o uso de EPI's, fornecemos assistência imediata ás doenças produzidas pelas condições de trabalho, ministramos cursos de primeiros socorros.
  • Terciário: doença já existe, temos que trabalhar com reabilitação, colaboradores afastados por acidentes de trabalhos por exemplo, fazemos o acompanhamento do caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário